Quando eu comecei a me dedicar em backtests lá em 2016, logo me chamou atenção que